Transtorno de Personalidade

Dra. Sara Lemos

Dra. Sara Lemos

Médica de Família

Publicado em 28/02/2024

Transtornos de personalidade são um grupo de condições de saúde mental caracterizadas por padrões de pensamento, percepção, reação e relacionamento com os outros que são significativamente diferentes do que é esperado.

Pessoa recebendo apoio emocional, em um ambiente acolhedor e seguro

Esses padrões podem ser inflexíveis, mal-adaptativos e causar sofrimento ou prejuízo significativo no funcionamento social, ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo.

Este artigo objetiva esclarecer o conceito de transtornos de personalidade, identificar os tipos principais e discutir as abordagens para tratamento e manejo, promovendo um entendimento empático e baseado em conhecimento.

O que são Transtornos de Personalidade?

Os transtornos de personalidade são caracterizados por padrões de experiência interna e comportamento que se desviam marcadamente das expectativas da cultura do indivíduo.

Esses padrões são difusos e estáveis ao longo do tempo, e seu início pode ser percebido na adolescência ou início da idade adulta.

Tipos Principais de Transtornos de Personalidade

Os transtornos de personalidade são comumente classificados em três grupos, ou 'clusters', baseados em características e sintomas semelhantes:

  • Grupo A: Inclui o transtorno esquizóide, esquizotípico e paranoide, caracterizados por padrões excêntricos de pensamento e comportamento (geralmente pessoas que não se preocupam em conformar-se com as expectativas sociais, podendo ter interesses e modos de vida significativamente diferentes do da maioria das pessoas).
  • Grupo B: Inclui o transtorno de personalidade borderline, narcisista, histriônica e antissocial, caracterizados por padrões dramáticos, emocionais ou imprevisíveis de pensamento e comportamento.
  • Grupo C: Inclui o transtorno de personalidade evitativa, dependente e obsessivo-compulsivo, caracterizados por padrões ansiosos e temerosos de pensamento e comportamento.

Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)

O TPB é marcado por uma instabilidade emocional intensa, relações interpessoais tumultuadas e uma autoimagem frequentemente distorcida. Indivíduos com TPB podem experimentar emoções extremas em curtos períodos de tempo, dificultando relações saudáveis e consistentes. Os sintomas incluem:

  • Relacionamentos interpessoais intensos, porém instáveis
  • Alterações bruscas na autoimagem e nos objetivos de vida
  • Episódios de raiva intensa, tristeza ou vazio
  • Comportamentos impulsivos e autodestrutivos
  • Dificuldade em manter uma perspectiva consistente sobre si mesmo e os outros

O tratamento do TPB foca principalmente na psicoterapia, como a Terapia Dialética Comportamental (TDC), que ajuda os pacientes a gerenciar emoções, reduzir comportamentos autodestrutivos e melhorar as relações interpessoais. Medicamentos podem ser usados para tratar sintomas específicos, como variações de humor e ansiedade.

Transtorno de Personalidade Antissocial (TPAS)

O TPAS caracteriza-se por um padrão de desrespeito e violação dos direitos dos outros. Indivíduos com TPAS podem se envolver em comportamentos criminosos, mentir ou enganar para obter vantagens pessoais e demonstrar indiferença pelo bem-estar dos outros. Os sintomas do TPAS incluem:

  • Desrespeito persistente pelas normas sociais e legais
  • Incapacidade de manter relações pessoais estáveis
  • Falta de remorso pelos danos causados às outras pessoas
  • Tendência a enganar para obter ganhos pessoais
  • Comportamento impulsivo e agressividade

Tratar o TPAS apresenta desafios, dado o limitado sucesso das intervenções psicoterapêuticas tradicionais. O foco geralmente recai sobre o tratamento de transtornos coexistentes, como abuso de substâncias, e o desenvolvimento de estratégias para gerenciar comportamentos nocivos.

Tratamento e Manejo

O tratamento para transtornos de personalidade geralmente envolve uma combinação de terapia psicológica e, em alguns casos, medicamentos.

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) é frequentemente eficaz, assim como a terapia dialética comportamental (TDC) para certos transtornos, como o borderline.

O envolvimento em terapia de longo prazo pode ser necessário para ajudar a pessoa a entender e gerenciar seus padrões de pensamento e comportamento.

Caso haja presença dos sintomas, recomendamos que o paciente consulte-se com uma das especialidades abaixo:

Entender os transtornos de personalidade é crucial para desmistificar essas condições e promover uma abordagem mais informada e compreensiva no cuidado e suporte às pessoas afetadas. Com tratamento adequado e suporte, muitas pessoas com transtornos de personalidade podem levar vidas satisfatórias e produtivas.

Dra. Sara Lemos

Escrito por Dra. Sara Lemos

Médica de Família

CRM-MG: 48683

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.