Hiperplasia Prostática Benigna (HPB)

Dra. Sara Lemos

Dra. Sara Lemos

Médica de Família

Publicado em 05/03/2024

A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) é a patologia mais frequente em homens adultos e sua prevalência aumenta significativamente com a idade.

Homem passando por consulta com médica.

Ela é caracterizada pelo aumento não canceroso da próstata, podendo atingir até 90% dos homens aos 85 anos.

Este guia visa esclarecer o que é a HPB, suas causas, os sintomas típicos, quando buscar ajuda médica e as opções de tratamento disponíveis.

Compreender a HPB é crucial para o manejo eficaz da condição e para manter uma qualidade de vida saudável.

O que é Hiperplasia Prostática Benigna?

A HPB é o aumento benigno da próstata, uma glândula do tamanho de uma noz localizada abaixo da bexiga dos homens.

Este aumento que pode pressionar a uretra e restringir o fluxo de urina, gerando sintomas relacionados ao trato urinário inferior.

Não é câncer e não aumenta o risco de câncer de próstata, mas os sintomas podem afetar significativamente a qualidade de vida.

Causas da HPB

As causas exatas da HBP não são completamente compreendidas, mas a condição está frequentemente relacionada ao envelhecimento e às alterações nos níveis hormonais que ocorrem com a idade.

Fatores de risco incluem idade avançada, histórico familiar de HBP, obesidade, falta de atividade física e certas condições de saúde, como doenças cardíacas e diabetes.

Sintomas Comuns

Os sintomas incluem:

Esses sintomas ocorrem porque a próstata ampliada pode bloquear o fluxo de urina através da uretra, que é o canal que transporta a urina da bexiga para fora do corpo.

Quando buscar ajuda médica?

É importante consultar um médico se os sintomas da HPB começarem a afetar sua qualidade de vida, especialmente se você experimentar dificuldade para urinar, sangue na urina, ou dor.

Especialidades Médicas Envolvidas

Um urologista, um clínico ou um médico de família são especialistas indicados para diagnosticar a HBP, utilizando do exame físico e, quando necessário, outros exames complementares para avaliar a condição da próstata e o impacto nos sintomas urinários.

Diagnóstico

O diagnóstico da HBP é feito com base no histórico médico do paciente, exame físico (incluindo toque retal), avaliação dos sintomas urinários e exames complementares, como análise de sangue para medir o nível de antígeno específico da próstata (PSA), ultrassom e, em alguns casos, exames mais específicos para avaliar o fluxo urinário e a função da bexiga.

Tratamento da HPB

As opções de tratamento variam de acordo com a gravidade dos sintomas e podem incluir:

  • Simples observação e acompanhamento, em casos leves e sem sintomas significativos.
  • Uso de medicamentos para relaxar os músculos ou para reduzir o tamanho da próstata

Em casos mais graves, quando o tratamento medicamentoso não é eficaz, podem ser necessários procedimentos cirúrgicos para remover parte da próstata e aliviar a obstrução urinária.

Caso haja presença dos sintomas, recomendamos que o paciente consulte-se com uma das especialidades abaixo:

Entender a HPB é essencial para o seu manejo eficaz. Com tratamento adequado e mudanças no estilo de vida, é possível aliviar os sintomas da HPB e manter uma boa qualidade de vida.

É importante discutir com um urologista as melhores opções de tratamento baseadas em suas necessidades específicas e preferências.

Dra. Sara Lemos

Escrito por Dra. Sara Lemos

Médica de Família

CRM-MG: 48683

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.