Micose de pele (dermatofitose)

Dra. Joana Carvalho

Dra. Joana Carvalho

Médica de Família

Publicado em 11/03/2024

Micose de pele, também conhecida como dermatofitose, é uma infecção fúngica que afeta a camada superficial da pele, unhas e cabelos.

Mulher passando creme na mão para tratar micose.

É causada por um grupo de fungos conhecidos como dermatófitos, que se alimentam da queratina presente nessas áreas.

Entender essa condição é fundamental para tratá-la eficazmente e prevenir sua recorrência.

Vamos explorar mais sobre o que é a micose de pele, suas variações, sintomas, quando buscar ajuda médica, e dicas de tratamento e autocuidado.

O que é Micose de Pele (Dermatofitose)?

A dermatofitose é uma infecção fúngica superficial que afeta as áreas da pele ricas em queratina. Os fungos dermatófitos são os principais causadores, podendo ser transmitidos pelo contato com pessoas ou animais infectados, solo, ou objetos contaminados.

Variações da Micose de Pele

As micoses de pele podem variar de acordo com a região afetada, incluindo tinea pedis (pé de atleta), tinea cruris (coceira do jock, na região da virilha), tinea capitis (couro cabeludo) e tinea corporis (corpo).

Cada tipo tem características específicas e pode requerer abordagens de tratamento distintas.

Causas e Modos de Transmissão

Essas infecções podem ser contraídas através do contato direto com pessoas ou animais infectados, ou indiretamente, através do contato com superfícies contaminadas, como pisos de vestiários ou bordas de piscinas.

Além disso, a propagação de uma área infectada do corpo para outra é comum se não for tratada adequadamente.

Principais Sintomas

Os sintomas comuns incluem:

  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Descamação da pele
  • Em alguns casos, bolhas ou úlceras
  • Pé de atleta pode apresentar pele úmida, crua entre os dedos dos pés ou descamação nas solas.
  • Coceira na virilha geralmente começa na dobra entre a coxa e a virilha, podendo se espalhar.
  • No couro cabeludo, pode aparecer como manchas calvas ou redondas e escamosas.

A gravidade pode variar, e o desconforto causado pela coceira e pela aparência das lesões pode afetar significativamente a qualidade de vida do indivíduo.

Quando Buscar Ajuda Médica

É importante buscar orientação médica se os sintomas persistirem apesar do autocuidado, se a área afetada se expandir, ou se houver sinais de infecção secundária, como dor, calor, vermelhidão intensa ou drenagem de pus.

Especialidades Médicas e Tratamento

Dermatologistas, clínicos gerais, médicos de família e comunidade e pediatras são os especialistas indicados para tratar micoses de pele. O tratamento pode incluir medicamentos antifúngicos tópicos ou orais, dependendo da gravidade e localização da infecção.

Infecções no couro cabeludo geralmente requerem tratamento oral com medicamentos antifúngicos.

Para pé de atleta e coceira na virilha, cremes, loções, géis ou pós antifúngicos tópicos são eficazes.

Tratar simultaneamente infecções em diferentes partes do corpo é crucial para evitar reinfecção.

Auto-Cuidado e Dicas Práticas

Práticas de higiene pessoal, como manter a pele limpa e seca, usar calçados arejados, e evitar compartilhar objetos pessoais, são essenciais para prevenir a micose de pele. Além disso, adotar uma dieta balanceada e gerenciar o estresse pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, reduzindo o risco de infecções.

Caso haja presença dos sintomas, recomendamos que o paciente consulte-se com uma das especialidades abaixo:

Compreender a micose de pele e adotar as medidas corretas de tratamento e prevenção são passos cruciais para superar essa condição. Lembre-se de que a consulta com um médico é essencial para um diagnóstico preciso e um plano de tratamento eficaz. Com as abordagens adequadas, é possível tratar a micose de pele e recuperar o bem-estar e a confiança.

Dra. Joana Carvalho

Escrito por Dra. Joana Carvalho

Médica de Família

CRM-BA: 230502

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.