Infecções sexualmente transmissíveis (IST)

Dra. Sara Lemos

Dra. Sara Lemos

Médica de Família

Publicado em 05/03/2024

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), anteriormente conhecidas como doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), são condições causadas por vírus, bactérias ou parasitas, transmitidas principalmente por contato sexual.

Médico cuidando e acolhendo de paciente.

Este artigo é essencial para entender o que são as ISTs mais comuns, identificar suas causas e forma de transmissão, reconhecer os sintomas e, saber quais são os tratamentos disponíveis, após avaliação médica.

O que são Infecções Sexualmente Transmissíveis?

As ISTs são infecções causadas por vírus, bactérias ou parasitas que se transmitem entre pessoas através do contato sexual, incluindo vaginal, anal e oral.

Algumas ISTs podem também ser transmitidas de mãe para filho durante a gravidez e o parto, e por meio de transfusões de sangue e compartilhamento de agulhas.

Principais Causas e Tipos de ISTs

Entre as ISTs mais comuns estão o vírus da imunodeficiência humana (HIV), clamídia, gonorréia, sífilis, herpes genital (HSV), verrugas genitais (HPV), hepatite B e tricomoníase. Cada uma tem suas características e modos de transmissão específicos.

Sintomas Comuns

Os sintomas variam muito dependendo da IST. Em alguns casos podem até ser assintomáticas, como é o caso do HIV. Algum dos sintomas que merecem uma atenção especial são:

Como alguns dos sintomas podem passar despercebidos ou não se manifestarem em algumas pessoas, o rastreamento e o diagnóstico precoce são cruciais para o tratamento eficaz e a prevenção da transmissão.

Quando buscar ajuda médica?

É crucial buscar orientação médica se você suspeitar de uma IST, especialmente se tiver sintomas, tiver tido contato sexual desprotegido ou se seu parceiro for diagnosticado com uma IST.

Especialidades Médicas Envolvidas

Médicos de família, clínicos gerais, ginecologistas, urologistas e infectologistas podem diagnosticar e tratar ISTs.

Diagnóstico

O diagnóstico de ISTs pode ser clínico, através dos sintomas e exame físico, mas geralmente é confirmado através de exames de sangue, como sorologias específicas, coleta de materiais para análise, exames de urina ou até mesmo testes rápidos.

Tratamento das ISTs

O tratamento varia de acordo com o tipo de infecção e pode incluir antibióticos, antivirais ou outros medicamentos. Em caso de verrugas, pode ser necessária a cauterização, como é o caso de cauterização de lesões de HPV, feitas em consultórios de ginecologia ou urologia.

É essencial completar todos os tratamentos prescritos e informar os parceiros sexuais sobre possíveis riscos para prevenir a propagação da infecção.

Prevenção

Práticas sexuais seguras, como o uso consistente de preservativos, são fundamentais para prevenir as ISTs.

Vacinação, rastreamento regular e comunicação aberta com parceiros sexuais também são estratégias eficazes de prevenção.

Caso haja presença dos sintomas, recomendamos que o paciente consulte-se com uma das especialidades abaixo:

Informar-se sobre as ISTs e adotar práticas sexuais seguras são as melhores formas de prevenção.

Lembre-se, cuidar da sua saúde sexual é um aspecto crucial do bem-estar geral. Em caso de sintomas ou exposição a uma IST, é vital buscar orientação médica imediatamente para diagnóstico e tratamento adequados.

Esteja sempre preparado para conversas abertas e honestas com parceiros e profissionais de saúde sobre ISTs e proteção.

Dra. Sara Lemos

Escrito por Dra. Sara Lemos

Médica de Família

CRM-MG: 48683

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.