Acne

Dra. Joana Carvalho

Dra. Joana Carvalho

Médica de Família

Publicado em 11/03/2024

A acne, comumente conhecida como espinhas, é uma condição inflamatória da pele que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

Resulta da obstrução dos poros da pele por óleo e células mortas, levando ao acúmulo de bactérias e, consequentemente, à inflamação ou inchaço.

Compreender suas causas, métodos de tratamento e medidas preventivas pode fazer uma grande diferença na gestão dessa condição.

O Que é Acne?

A acne é caracterizada pelo surgimento de espinhas, cravos, cistos e nódulos.

Ela ocorre quando os folículos pilosos sob a pele são obstruídos por sebo e células mortas, propiciando um ambiente ideal para o crescimento de bactérias.

Embora seja mais prevalente na adolescência devido às alterações hormonais, a acne pode afetar indivíduos de todas as idades.

Variações da Acne

Existem diferentes tipos de acne, que variam desde formas leves, como cravos e espinhas, até formas mais graves, como a acne cística.

A gravidade pode ser influenciada por fatores genéticos, hormonais, ambientais e de estilo de vida.

Principais Sintomas

Os sintomas da acne incluem espinhas, cravos, pele oleosa, e, em casos graves, pode haver dor e cicatrizes.

A acne geralmente aparece no rosto, peito, costas e ombros, áreas onde há uma maior concentração de glândulas sebáceas.

Cuidados Pessoais para Reduzir a Acne

Manter uma rotina de cuidados com a pele pode ajudar significativamente na prevenção e no tratamento da acne:

  • Lave o rosto suavemente no máximo duas vezes por dia com água morna e um limpador facial suave sem sabão.
  • Evite espremer ou cutucar as espinhas para não piorar a acne ou causar cicatrizes.
  • Opte por maquiagens e produtos de pele não comedogênicos, evitando os à base de óleo.

Quando Buscar Ajuda Médica

É recomendável procurar um dermatologista se a acne for persistente ou se causar desconforto significativo e cicatrizes. Um especialista pode avaliar a condição e recomendar o tratamento mais adequado.

Tratamento

Para casos leves de acne, produtos de venda livre contendo peróxido de benzoíla, ácido salicílico ou adapaleno podem ser eficazes. É importante testar o produto em uma pequena área da pele antes de usá-lo completamente.

Para acne moderada a grave, ou se a acne não responder aos tratamentos iniciais, procurar orientação médica de um dermatologista é crucial.

O tratamento pode incluir:

  • Aplicação de medicamentos tópicos como retinóides, peróxido de benzoíla, antibióticos, gel de dapsone e creme de clascoterona.
  • Uso de medicamentos orais como antibióticos, pílulas anticoncepcionais, espironolactona e isotretinoína, especialmente para casos mais severos ou resistentes.
  • Procedimentos dermatológicos como peelings químicos, fototerapia e laser.

Gravidez e acne

Para mulheres que desejam engravidar ou que estão grávidas, é fundamental discutir com um médico os medicamentos seguros para tratar a acne durante esse período. Além disso, embora a relação entre dieta e acne não seja definitiva, observou-se que o consumo excessivo de leite pode estar associado a um aumento da acne em alguns indivíduos.

Caso haja presença dos sintomas, recomendamos que o paciente consulte-se com uma das especialidades abaixo:

Entender o que é acne e como ela pode ser tratada é o primeiro passo para lidar com essa condição. Lembre-se de que procurar a orientação de um dermatologista é crucial para um tratamento eficaz e seguro. Com as informações e dicas corretas, é possível gerenciar a acne e melhorar significativamente a qualidade de vida e a autoestima.

Dra. Joana Carvalho

Escrito por Dra. Joana Carvalho

Médica de Família

CRM-BA: 230502

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.

Pergunta

É verdade que comer amendoim aumenta a chance de Acne?

Dra. Sara Lemos

CRM-MG: 48683

A relação entre a dieta e a acne é complexa e tem sido objeto de muitos estudos. Embora não exista uma ligação direta comprovada entre o consumo de amendoim e o aumento da acne para todos os indivíduos, alguns aspectos da dieta podem influenciar a saúde da pele em pessoas suscetíveis. O amendoim, por ser rico em gorduras, pode influenciar os níveis de inflamação no corpo de algumas pessoas. A acne é, em parte, uma condição inflamatória, e alimentos que potencialmente aumentam a inflamação ou os níveis de certos hormônios, como os andrógenos, podem exacerbar a acne em indivíduos predispostos. No entanto, é importante notar que as reações aos alimentos são muito individuais. O que causa acne em uma pessoa pode não afetar outra. Se você suspeita que o consumo de amendoim esteja piorando sua pele, o melhor é reduzir o consumo e observar, além de buscar um profissional para te ajudar no tratamento de acne!

Ver mais

Dra. Sara Lemos

Pergunta

Pode espremer espinha?

Dra. Sara Lemos

CRM-MG: 48683

Espremer espinhas é geralmente desaconselhado por dermatologistas e profissionais de saúde, pois pode levar a uma série de consequências negativas, como infecção, cicatrizes, piora da inflamação, retardamento do processo de cura. Se você está lidando com acne ou espinhas ocasionais, existem abordagens mais seguras para lidar com elas como tratamentos tópicos.

Dra. Sara Lemos

Pergunta

Como tratar acne interna?

Dra. Sara Lemos

CRM-MG: 48683

A acne interna, também conhecida como acne cística ou nodular, é um tipo mais severo de acne que se forma sob a pele e não possui uma cabeça visível como os cravos ou espinhas comuns. Por ser mais profunda e potencialmente dolorosa, a acne interna requer uma abordagem cuidadosa no tratamento, podendo ser tanto com medicações tópicas ou orais. Devido à complexidade e severidade potencial da acne interna, é importante seguir o tratamento recomendado por profissionais e ter paciência com o processo, já que melhorias significativas podem levar algum tempo. Em alguns casos, a acne interna também pode ser um sinal de desequilíbrios hormonais ou outras condições de saúde, portanto, uma avaliação médica abrangente pode ser necessária.

Ver mais

Dra. Sara Lemos

Pergunta

Como tratar acne em pele madura?

Dra. Sara Lemos

CRM-MG: 48683

Tratar acne em pele madura requer uma abordagem delicada, uma vez que a pele pode ser mais sensível e menos resiliente devido a mudanças relacionadas à idade, como menor produção de colágeno e elastina, e uma barreira de hidratação comprometida. Alguns tipos de tratamento incluem: produtos de limpeza suaves, retinoides tópicos, produtos não comedogênicos, tratamentos hormonais (quando relacionada a mudanças hormonais), hidratantes e séruns para pele madura e procedimentos dermatológicos como peelins, microdermoabrasão e terapias com luz. Os resultados podem levar algum tempo para aparecer, e a adaptação do regime de cuidados com a pele pode ser necessária para encontrar a combinação certa que funcione para sua pele. Dessa forma, não deixe de procurar um profissional para te auxiliar no tratamento.

Ver mais

Dra. Sara Lemos

Pergunta

Ajuda fazer limpesa de pele frequentemente para tirar espinhas?

Dr. Rodrigo Athanazio

CRM-SP: 122658

A limpeza de pele pode ser benéfica como parte de um regime de cuidados com a pele para ajudar a tratar a acne, mas é importante entender que não é a única medida e que a frequência ideal pode variar de acordo com o tipo de pele e a gravidade da acne. Aqui estão algumas considerações: 1. Remoção de Impurezas: A limpeza de pele pode ajudar a remover o excesso de oleosidade, sujeira e células mortas da pele que podem obstruir os poros e contribuir para o desenvolvimento da acne. 2. Redução da Propagação de Bactérias: A limpeza regular pode ajudar a reduzir a quantidade de bactérias na superfície da pele, o que é particularmente útil para acne inflamatória, onde as bactérias desempenham um papel importante no processo inflamatório. 3. Melhora da Eficácia de Produtos: Ao limpar a pele regularmente, os produtos tópicos para acne, como os que contêm ácido salicílico ou peróxido de benzoíla, podem penetrar mais eficazmente na pele e proporcionar melhores resultados. 4. Cuidado com a Sensibilidade: Para algumas pessoas com acne, especialmente aquelas com pele sensível, limpar a pele com muita frequência ou com produtos agressivos pode causar ressecamento, irritação e até mesmo piorar a acne. Portanto, é importante equilibrar a limpeza regular com produtos suaves e hidratantes. 5. Consulte um Profissional: Se você estiver lutando contra a acne persistente, é recomendável consultar um dermatologista. Eles podem avaliar sua pele e prescrever um plano de tratamento personalizado, que pode incluir limpezas faciais profissionais realizadas por esteticistas qualificados. Em resumo, a limpeza de pele pode ser benéfica como parte de um regime de cuidados com a pele para acne, mas a frequência e os métodos devem ser adaptados às necessidades individuais da sua pele e sob recomendação de um profissional de saúde.

Ver mais

Dr. Rodrigo Athanazio