#475569

Perda de libido (baixo desejo sexual)

Dra. Sara Lemos

Dra. Sara Lemos

Médica de Família

Publicado em 06/05/2024

A baixa libido é mais do que um mero contratempo na vida sexual; ela pode ser um indicativo de questões mais profundas de saúde física ou mental. Este post é dedicado a explorar detalhadamente as causas, sintomas e tratamentos para a baixa libido, oferecendo informações para ajudar você a entender melhor este problema e identificar quando é necessário buscar ajuda médica.

O que é baixa libido?

Baixa libido refere-se à diminuição do desejo sexual que pode afetar tanto homens quanto mulheres em qualquer fase da vida. Diferente de flutuações normais no interesse sexual, que podem ocorrer naturalmente, a baixa libido persiste por um período prolongado e pode ser sintomática de condições subjacentes que necessitam investigação.

Quais as causas da baixa libido?

A redução do desejo sexual pode ser desencadeada por uma variedade de fatores, incluindo:

- Desequilíbrios Hormonais: Problemas como baixa testosterona nos homens e alterações nos níveis hormonais nas mulheres, especialmente durante a menopausa, podem impactar significativamente a libido.

- Condições Médicas: Doenças crônicas como diabetes, hipertensão e doenças cardíacas podem inibir o desejo sexual.

- Medicamentos: Alguns medicamentos, especialmente antidepressivos e anti-hipertensivos, podem reduzir a libido como efeito colateral.

- Fatores Psicológicos: Estresse, ansiedade e depressão são frequentemente ligados à baixa libido.

- Problemas de Relacionamento: Conflitos interpessoais e falta de conexão emocional com o parceiro também podem afetar o desejo sexual.

Sintomas associados à baixa libido

Além da diminuição do interesse sexual, outros sintomas podem incluir:

- Dificuldade em alcançar o orgasmo

- Insatisfação com a vida sexual

- Fadiga ou falta de energia

Tratamentos para baixo desejo sexual

O tratamento da baixa libido foca na causa subjacente. Isso pode incluir terapias hormonais, ajustes na medicação atual, ou terapia de casal e psicoterapia individual. Algumas práticas que podem ajudar a melhorar a libido incluem:

- Manter uma comunicação aberta e honesta com o parceiro

- Praticar atividades físicas regulares

- Priorizar o descanso adequado e a gestão do estresse

Quando buscar ajuda médica?

É crucial procurar orientação médica se a baixa libido persistir por um período extenso ou se estiver afetando significativamente seu relacionamento ou bem-estar emocional. Sintomas como depressão, ansiedade, ou mudanças significativas na função sexual também são razões válidas para uma consulta.

Dependendo a causa subjacente, as especialidades médicas envolvidas podem incluir endocrinologia, ginecologia, urologia, psicologia ou psiquiatria. Uma avaliação clínica geral pode ajudar a identificar a causa possível e, se necessário, direcionar para uma especialidade mais específica.

Dra. Sara Lemos

Escrito por Dra. Sara Lemos

Médica de Família

CRM-MG: 48683

Você tem uma pergunta?

Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se a um especialista.